Home

PREMONIÇÃO

Direção: Pedro Abib
Ficção, cor, 35mm,15min, BA, 2011
Elenco: Antônio Pitanga, Agnaldo Lopes, Pist Mota, Robson dos Santos, Gil Novaes, Eduardo Oliva, Clarisse Torres e Luisa Prosérpio.

DATA E
LOCAL DE EXIBIÇÃO

29 de setembro/2011
20h30
TEATRO DE SOBRADINHO, CINEMARK TAGUATINGA SHOPPING e TEATRO NEWTON ROSSI (Ceilândia)

20h30 e 22h40

CINE BRASÍLIA

30 de setembro/2011
17h30 e 20h30

CCBB - CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL

SINOPSE

Ambientado na década de 1950, na cidade de Salvador, o filme percorre o universo boêmio da velha cidade. Busca resgatar um pouco do espírito do antigo bairro do Pelourinho, incluindo os capoeiras, sambistas, e bêbados errantes, além dos artistas e intelectuais que constituíam o ethos da boemia daqueles tempos. Seu Antero, o dono do botequim, atende a um estranho freguês, que se porta de maneira suspeita e deixa à mostra, sob a camisa, o cabo de um revólver. Seu Antero começa então a pressupor sobre as reais intenções do sujeito, enquanto vão chegando ao seu estabelecimento sucessivos fregueses, os quais o dono do bar imagina serem as possíveis vítimas daquele virtual assassino. Os capoeiras Donga e Missinho, o jogador de futebol Neto e o vereador Tinoco, cada qual por uma razão particular, se transformam em potenciais vítimas, segundo a premonição que instiga a imaginação de seu Antero, transformando a atmosfera do bar, num clima de angústia e medo.

CRÉDITOS

Produção executiva: Adler Paz e Lula Oliveira

Roteiro: Pedro Abib

Fotografia: Pedro Semanovischi

Montagem: Marcos Povoas

Som: Marcos Povoas

Direção de arte: Raquel Rocha

Cenografia: Raquel Rocha

Figurino: Diana Moreira

Animação: Fernanda Bastos

Trilha sonora: André T

Música original: André T

Produtora: Docdoma Filmes

DIRETOR

Pedro Abib
Realizou os filmes Premonição (2011); Fado vadio (2010); Memórias do recôncavo: Besouro e outros capoeiras (2008); Batatinha e o samba oculto da Bahia (2007); Divino Espírito Popular (2006); O Velho capoeirista: Mestre João Pequeno de Pastinha (1999), prêmio Melhor Documentário no Festival de Artes da Unicamp.