PROGRAMAÇÃO DIÁRIA

notícias

31/07/2012

Conhecidos os filmes brasilienses que concorrem ao Troféu Câmara Legislativa

Em sua 17ª edição, o Troféu Câmara Legislativa chega num formato renovado, com prêmios mais volumosos e produções selecionadas por uma comissão. Promovido pela Câmara Legislativa do Distrito Federal, o Troféu visa premiar exclusivamente produções realizadas no DF, em curta, média e longa-metragem. Foram 94 filmes inscritos. Destes, uma comissão formada por cineastas, produtores, críticos e professores de cinema escolheu 18 - dois longas e 16 curtas-metragens, sendo seis documentários e 12 ficções. Estes títulos irão disputar R$ 200 mil em prêmios, durante o FESTIVAL DE BRASÍLIA DO CINEMA BRASILEIRO. A Mostra Brasília será exibida ao longo dos dias 22 e 23 de setembro, na Sala Martins Penna do Teatro Nacional. Entrada franca.

Todas as 94 produções da cidade foram atestadas pela Associação Brasiliense de Cinema e Vídeo - ABCV e submetidas a uma comissão de seleção composta por especialistas na área: Anamaria Mühlenberg, produtora de cinema; John Howard, cineasta; Manfredo Caldas, cineasta; Raquel Imanishi, professora de Filosofia (UnB); e Sergio Bazi, jornalista e crítico de cinema. Para o coordenador do Festival de Brasília, Sérgio Fidalgo, é com muito prazer que o Festival acolhe a Mostra Brasília: "O Troféu Câmara Legislativa está consolidado e é fundamental para o cinema da cidade", diz. O cineasta Kleber Machado, da ABCV, concorda e arremata: "o momento é de pensar o cinema brasiliense".

Ao longo de 16 anos (esta será a 17ª edição do Troféu), a CLDF já premiou 52 filmes, entre longas-metragens, curtas-metragens (em 35mm e 16mm), além de vídeos. E já investiu cerca de R$ 1,2 milhão no cinema brasiliense, por meio dos prêmios. A lista foi divulgada hoje, terça-feira (31) pelo presidente da Câmara Legislativa, deputado Patrício (PT). "É nosso dever apoiar a produção cinematográfica de Brasília. E achamos que podemos contribuir muito mais, além da premiação", afirmou ao anunciar os selecionados.


SELECIONADOS

Longa-Metragem
- Parece que existo, de Mario Salimon (documentário)
- Sob o signo da Poesia, de Neto Borges (documentário)

Curta-Metragem
Ficção
- A caroneira, de Otavio Chamorro e Tiago Vaz
- Bibinha, a luta continua!, de Adriana de Andrade
- Colher de Chá, de J. Procópio
- Hereditário, de Sérgio Lacerda e Johil Carvalho
- Hex omega, de Diogo Serafim
- Kinólatras, de Tiago Belotti, Rodrigo Luiz Martins e Gustavo Serrate
- Meu amigo Nietzsche, de Fáuston da Silva
- Na cozinha, de André Luis da Cunha
- O corpo da carne, de Marisa Mendonça
- Sagrado coração, de Cauê Brandão
- Um Copo D'água, de Maurício Chades
- Véi, de Érico Cazarré e Juliano Cazarré

Documentário
- A Jangada de raiz, de Edson Fogaça
- Cidadão de Limpeza Urbana, de Lucas Madureira e Thandara Yung
- Vida Kalunga, de Betânia Victor Veiga
- Zé do pedal, acima da terra e abaixo do céu, de Márcio Garapa e Viça Saraiva


PREMIAÇÃO

Os premiados serão escolhidos por um júri composto por três membros, apontados pela CLDF. Haverá ainda prêmios do júri popular e para categorias técnicas, que poderão ser escolhidos entre os filmes selecionados, independentemente da categoria e da duração.

As regras do Troféu, este ano, foram sugeridas à CLDF por um grupo de trabalho que teve representantes da ABCV; Associação de Produtores e Realizadores de Filmes de Longa Metragem de Brasília - Aprocine; Associação das Produtoras Brasileiras de Audiovisual - APBA-CO; do Coletivo Ceicine; além da Secretaria de Cultura. Os parlamentares acataram as propostas e aprovaram a Resolução nº 259/2012, que determina a seguinte premiação:

Prêmios do Júri Oficial
- Melhor longa-metragem: R$ 80.000,00 (oitenta mil reais);
- Melhor curta-metragem: R$ 30.000,00 (trinta mil reais);
- Melhor direção: R$ 6.000,00 (seis mil reais);
- Melhor ator: R$ 6.000,00 (seis mil reais);
- Melhor atriz: R$ 6.000,00 (seis mil reais);
- Melhor roteiro: R$ 6.000,00 (seis mil reais);
- Melhor fotografia: R$ 6.000,00 (seis mil reais);
- Melhor montagem: R$ 6.000,00 (seis mil reais);
- Melhor direção de arte: R$ 6.000,00 (seis mil reais);
- Melhor edição de som: R$ 6.000,00 (seis mil reais);
- Melhor captação de som direto: R$ 6.000,00 (seis mil reais);
- Melhor trilha sonora: R$ 6.000,00 (seis mil reais).

Prêmios do Júri Popular
- Melhor longa-metragem: R$ 20.000,00 (vinte mil reais);
- Melhor curta-metragem: R$ 10.000,00 (dez mil reais).


SEMINÁRIO

O presidente da CLDF também anunciou a realização de um seminário para discutir o cinema de Brasília, o Troféu Câmara Legislativa do DF e a exibição dos filmes selecionados para concorrer à premiação durante o Festival de Brasília. Ele observou que a Câmara Legislativa - que organizará o evento - acatou sugestões do grupo de trabalho e da Comissão de Seleção para que o assunto fosse debatido. "A nossa intenção é realizar um seminário tendo como convidados especialistas no tema, representantes das entidades dos realizadores, da Secretaria de Cultura, dos cursos de cinema, cineastas e a imprensa", observou o deputado Patrício.

O seminário deve acontecer no mês de outubro, após o Festival de Brasília, com apoio do Conselho Curador de Cultura da Câmara Legislativa e da Escola do Legislativo (Elegis).



Assessoria de imprensa (para uso exclusivo dos jornalistas):
Objeto Sim Projetos Culturais
Tels: (61) 3443. 8891 e (61) 3242. 9805 (fone/fax)
Carmem Moretzsohn: 8142. 0111 - Gioconda Caputo: 8142. 0112
Maria Alice Monteiro: 9831. 5090 - Roberta Timponi: 9211. 1414
objetosim@terra.com.br e objetosim@gmail.com
www.objetosim.com.br