PROGRAMAÇÃO DIÁRIA

notícias

04/08/2012

Mostra Panorama Brasil

Realizada pela primeira vez no ano passado com muito sucesso, a Mostra Panorama Brasil volta à programação do 45º FESTIVAL DE BRASÍLIA DO CINEMA BRASILEIRO, exibindo uma seleção de filmes premiados nacional e internacionalmente. A Panorama Brasil foi concebida como espaço de aproximação do público brasiliense com títulos bem recentes da produção nacional. Em 2012, estão programados dois documentários e duas ficções. De 20 a 23 de setembro, quinta a domingo, sempre às 16h, na Sala Villa-Lobos do Teatro Nacional Cláudio Santoro, será possível assistir a quatro filmes, sempre com entrada franca.

A programação começa com o documentário Entorno da Beleza, da cineasta e professora da UnB Dácia Ibiapina, que acompanha os concursos de miss no Distrito Federal. O filme foi premiado no Festival Internacional de Cinema Feminino 2012, no Rio de Janeiro. No dia seguinte, será possível ver Carta para o Futuro, do carioca Renato Martins, um curioso documentário que acompanha quatro gerações de uma família cubana, eleito Melhor Documentário do Cinesul 2012 (dividindo o prêmio com Maria em Tierra de Nadie, de Adriano Morán).

As ficções foram reservadas para as tardes de sábado e domingo. No sábado, é a vez do premiadíssimo O Som ao Redor, do pernambucano Kleber Mendonça Filho. Adorado pela crítica (recebeu os prêmios da crítica de festivais como New Horizons, da Polônia, e Roterdã, na Holanda) e eleito melhor filme no CPH PIX, de Copenhage, Dinamarca, o filme é uma crônica brasileira sobre violência e vida em família em comunidades pobres do Brasil. E no domingo, encerrando a Mostra Panorama Brasil, exibição de Cine Holliúdy, primeiro longa-metragem de Halder Gomes. O filme é inspirado em curta de mesmo nome, premiado em vários festivais.

 

PROGRAMAÇÃO

Quinta, 20.09, 16h

ENTORNO DA BELEZA
Direção:
Dácia Ibiapina
Documentário, cor, digital, 71min, DF, 2012
CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: LIVRE

Temporada de concursos de miss em Brasília e cidades satélites do Distrito Federal. Contradições afloram em ensaios, camarins e passarelas.

Produção executiva: Adriana de Andrade, Dácia Ibiapina, Fred Burle, Micael Guimarães e Simone Gonçalves
Roteiro: Dácia Ibiapina
Fotografia: Leonardo Feliciano e Waldir de Pina
Montagem: Guile Martins e João Pácifer
Som: Camila Machado e Francisco Craesmeyer
Direção de arte e trilha sonora: João Pácifer
Música original: Mbira de Fábio Matú
Produtora: Studio13

Dácia Ibiapina
Professora e pesquisadora da Faculdade de Comunicação da Universidade de Brasília e cineasta. Produtora e diretora dos filmes documentários Palestina do Norte: o Araguaia passa por aqui (1998), O chiclete e a rosa (2001), Vladimir Carvalho: conterrâneo velho de guerra (2005),  CinemaEngenho (2007) e Entorno da beleza (2012).

 

Sexta, 21.09, 16h

CARTA PARA O FUTURO
Direção:
Renato Martins
Documentário, cor, digital, 88min, RJ, 2011
CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: LIVRE

Documentário que acompanha quatro gerações de uma família cubana, ao longo de sete anos. Preciosos arquivos de família em super 8, dos anos 60, são misturados à imagens atuais, proporcionando uma viagem no tempo. São pessoas comuns que falam sobre o país, suas rotinas, orgulhosas das conquistas e, ao mesmo tempo, questionando o futuro. Um filme sobre família, amor e revolução.

Produção executiva: Leonardo Edde
Fotografia: Lula Carvalho
Montagem: Pedro Asbeg
Som, trilha sonora e música original: Leo Gandelman
Produtora: Urca Filmes

Renato Martins
Diretor e montador, carioca, formado em Publicidade na Faculdade Hélio Alonso (FACHA), sócio-diretor da produtora Urca Filmes. Além do longa-metragem Carta para o futuro, dirigiu os curtas-metragens Atrocidades Maravilhosas, Alô Tocayo e Multiplicadores. Entre seus trabalhos como montador estão Tropa de Elite 2, de José Padilha (montagem adicional), Os Desafinados, de Walter Lima Jr, e O engenho de Zé Lins, de Vladimir Carvalho (Prêmio de Melhor Montagem no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro).

 

Sábado, 22.09, 16h

O SOM AO REDOR
Direção: Kleber Mendonça Filho
Ficção, cor, 131min, PE, 2011
CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: 14 ANOS

A vida em uma rua de classe média na zona sul do Recife assume um rumo inesperado após a chegada de uma milícia e a pretensa paz de espírito oferecida pela segurança particular. Em uma comunidade cheia de temores e tensões, a presença desses homens traz tranquilidade apenas para alguns. Enquanto isso, Bia, mulher casada e mãe de duas crianças, precisa encontrar uma maneira de lidar com os latidos constantes do cão de seu vizinho. O Som ao Redor é uma crônica brasileira, uma reflexão sobre história, violência e ruído.

Elenco: Irandhir Santos, Gustavo Jahn, Maeve Jinkings, WJ Solha, Irma Brown, Yuri de Holanda e Lula Terra.

Produção executiva: Emilie Lesclaux
Roteiro: Kleber Mendonça Filho
Fotografia e câmera: Pedro Sotero e Fabrício Tadeu
Montagem: João Maria e Kleber Mendonça Filho
Som: Nicolas Hallet e Pablo Lamar
Direção de arte e cenografia: Juliano Dornelles
Figurino: Ingrid da Mata
Produtora: CinemaScópio

Kleber Mendonça Filho
Nasceu em Recife, Pernambuco. Com ampla atuação em crítica de cinema, cresceu na Inglaterra nos anos 80 e se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco. Além de seu próprio site - CinemaScopio - escreveu para o Jornal do Commercio e Folha de São Paulo. Há 13 anos, programa o cinema da Fundação Joaquim Nabuco e dirige o festival Janela Internacional de Cinema do Recife, atualmente se preparando para a sua 5ª edição. Como cineasta e roteirista, seus filmes A menina do algodão (2003, codirigido por Daneil Bandeira),Vinil verde (2004), Eletrodoméstica (2005), Noite de Sexta Manhã de Sábado (2006), Crítico (2008) e Recife Frio (2009) receberam, ao todo, mais de 100 prêmios no Brasil e no exterior, sendo ainda selecionados para festivais diversos, como Brasília, Gramado, Hamburgo, Karlovy Vary, Roterdã, Clermont-Ferrand, BAFICI e Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes. O Som ao Redor é o seu primeiro longa-metragem de ficção.

 

Domingo, 23.09, 16h

CINE HOLLIÚDY
Direção:
Halder Gomes
Ficção, cor, digital, 91min, CE, 2012
CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: LIVRE

A chegada da TV no interior do Ceará, na década de 70, colocou em xeque as salas de cinema das pequenas cidades. Mas um herói, chamado Francisgleydisson, resolveu lutar para manter viva sua paixão pela 7ª arte. Suas armas: criatividade e o bom humor cearense.

Elenco: Edmilson Filho, Miriam Freeland, Joel Gomes, Roberto Bomtempo, Angeles Woo, Fiorella Mattheis, Fernanda Callou, João Netto, Karla Karenina, Marcondes Falcão, Haroldo Guimarães, Rainer Cadete, Marcio Greyck, Jorge Richie, João Pedro Delgado e Jesuíta Barbosa.

Produtor e roteirista: Halder Gomes
Produtores executivos: Halder Gomes e Dayane Queiroz
Produtor associado e coreógrafo: Edmilson Filho
Diretora de fotográfica: Carina Sanginitto
Diretora de arte: Juliana Ribeiro
Figurino: Jô Fontelles
Som direto: Alfredo Guerra
Mixagem: Érico "Sapão" Paiva
Montagem: Helgi Thor
Efeitos visuais: Marcio Ramos
Música original: Herlon Braz
Produtora: Halder Gomes

Halder Gomes
Iniciou sua carreira como dublê de lutas em filmes de artes marciais, em Los Angeles, na década de 90. Em 2004, dirigiu seu primeiro longa de ação, Sunland heat. Entrou em 2007 para o seleto grupo de diretores brasileiros que dirigiram uma produção em Hollywood, The Morgue. Realizou também os filmes O artista contra o caba do mal (2004) e Loucos de futebol (2007). Como coprodutor, Bezerra de Menezes - O diário de um espírito (2008). Produziu ainda As mães de Chico Xavier (2011), Area Q (2011), tendo realizado Cine Holliúdy, em 2012, exclusivamente com recursos do Edital de Filmes de Baixo Orçamento do Ministério da Cultura.

 

 

___________________________________________________________________________

A 45ª edição do FESTIVAL DE BRASÍLIA DO CINEMA BRASILEIRO tem coordenação geral de Sérgio Fidalgo e coordenação adjunta de Graça Coutinho. O Patrocínio é da Petrobras, Terracap e BRB. Apoio da Lei de Incentivo à Cultura, CCBB e Câmara Legislativa do Distrito Federal. Apoio cultural: TV Brasil, Canal Brasil, Revista de Cinema ITS - Instituto Terceiro Setor, Teatro de Sobradinho e SESC/DF. Realização: Secretaria de Cultura, Governo do Distrito Federal.

Informações: 3325.7777

 

Assessoria de imprensa (para uso exclusivo dos jornalistas): Objeto Sim Projetos Culturais
Tels: (61) 3443. 8891 e (61) 3242. 9805 (fone/fax)
Carmem Moretzsohn: 8142. 0111 - Gioconda Caputo: 8142. 0112
Maria Alice Monteiro: 9831. 5090 - Roberta Timponi: 9211. 1414
objetosim@terra.com.br
e objetosim@gmail.com
www.objetosim.com.br